quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Servidores da CEB também entrarão em greve
Emerson F. Tormann23:00

Categoria quer 20% de aumento e abono de R$ 10 mil. Além disso, brigam pela manutenção da estabilidade


Camila Costa/CB

Os servidores da Companhia Energética de Brasília vão cruzar os braços na próxima segunda-feira (9/11). A decisão foi tomada hoje, em assembleia da categoria na sede da empresa, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). O início da paralisação foi marcado para a semana que vem, em respeito à lei, que determina prazo de 72h após a publicação do aviso em veículos de comunicação.

A partir desse dia, a empresa vai operar com apenas 30% do quadro, conforme determina a legislação. O Sindicato dos Urbanitários no Distrito Federal (Stiu-DF) reivindica o reajuste de 9,98% de aumento de salário e ganho real com o mesmo percentual, que correspondem à inflação do mês de novembro. Além disso, a categoria quer abono de R$ 10 mil, mais a manutenção do acordo coletivo.

Benefícios
O sindicato acusa a direção da CEB de querer retirar benefícios estabelecidos por lei, como a estabilidade dos servidores. “Não vamos permitir que isso ocorra. Querem tirar direitos já conquistados”, reclama o diretor-administrativo do Stiu-DF, Hernane Lima Alencar.

A CEB possui em seu quadro 970 funcionários, além dos terceirizados que prestam serviços à companhia. Somente 291 vão trabalhar a partir da próxima semana. Hernane diz que todos os serviços — principalmente, os de urgência — serão executados.

“Vamos continuar fazendo nosso trabalho, com atendimento à falta de luz em hospitais, nas cidades e em postes atingidos por batida de carro”, afirma. “Mas a população terá de ter paciência, pois os atendimentos serão feitos por um terço do efetivo de funcionários.”

» Saiba mais: Funcionários da CEB entram em greve a partir de segunda-feira

Fonte: ARY FILGUEIRA
Categoria : , , ,


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter