sábado, 12 de setembro de 2015

CEB faz blitz contra fraudes na conta de luz e multa 33 empresas no DF
Emerson F. Tormann23:54

Fiscalização foi reforçada para recuperar R$ 35 milhões que não foram pagos.
Técnicos visitam empresas que tiveram queda repentina de consumo.

Companhia Energética de Brasília (CEB) Foto: G1DF


Em duas semanas, a Companhia Energética de Brasília (CEB) notificou 33 empresas por suspeitas de fraudes na conta de luz. A fiscalização da empresa pública foi reforçada para tentar recuperar mais de R$ 35 milhões que não foram pagos por empresários que desviaram energia para reduzir os gastos.
Funcionários do faturamento da empresa alertam quando o valor de uma fatura cai muito de um mês para o outro, e técnicos e eletricistas são acionados para verificar a situação.

Em uma academia de Ceilândia Norte, o consumo caiu de 12 mil kilowats a hora, para 200. A equipe da CEB comparou a corrente do aparelho com a do poste e constatou que não houve fraude, mas economia de energia.

"Tentamos sempre reduzir nas luzes, apagando durante o dia, e agora estamos implantando um aquecedor solar, e aquece do mesmo jeito a piscina", disse o professor Daniel Gomes.

Em uma padaria, os técnicos encontraram um medidor sem o lacre na tampa. A dona do comércio disse que comprou a loja há pouco tempo e que já estava aberto, mas foi notificada mesmo assim.

"Pode ter manipulado o medidor nos componentes internos do medidor, fazendo com que o consumo caia de 20% a 30%", disse o engenheiro eletricista Luiz Thiago.

Quem for flagrado tem que acertar as contas com a CEB e pagar toda a energia consumida que não foi contabilizada. "Temos a expectativa de recuperar, em cerca de um ano, a ordem de R$ 35 milhões para a CEB", disse o diretor da CEB, Maurício Veloso.


Do G1 DF


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter