quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Nordex compra Acciona Windpower
Emerson F. Tormann07:02



O centro de decisão da Acciona Windpower, com presença relevante no Brasil na produção de turbinas eólicas, passa da Espanha para a Alemanha com sua absorção pela alemã Nordex, esta semana. O acordo prevê uma dupla transação, pela qual a Nordex adquiriu a Acciona Windpower por € 785 milhões, e a Acciona se converte em acionista de referência da nova companhia com 29,9%.

A Nordex fica assim com as fábricas da Windpower nos EUA, Brasil e Espanha e a nova fábrica em construção na India.

Os presidentes executivos da Acciona Windpower e da Nordex asseguraram a empregados na Espanha, Brasil, EUA e Alemanha que nada muda, a não ser a capacidade de conquistar agora juntos mais fatias de mercado.

A força de produção e de vendas aumenta significativamente, e o plano é conquistar cada vez mais fatias de mercado. Atualmente, os mercados e a tecnologias das duas empresas são complementares. A Nordex não tem presença na América Latina. A Acciona Windpower, além das fábricas no Brasil, tem projetos importantes em países como Chile e México.

A aposta no Brasil continuará sendo grande. Trata-se do quarto maior mercado de energia limpa no mundo (após China, Alemanha e Estados Unido) e primeiro na América Latina. O país enfrenta escassez de turbinas, com poucos produtores elegíveis para receber financiamento do BNDES - Acciona, Gamesa, Alston, GE, Vestas, Weg e Wobben.

A nova companhia terá capacidade e potencial para chegar a ser um dos cinco maiores fabricantes de turbinas eólicas - atualmente juntas ficam em décima posição.

A expectativa é de que a nova empresa esteja operacional em janeiro ou fevereiro. Para 2016, o plano de Acciona, e agora incorporado pela Nordex, é de iniciar produção de postes de concreto no Rio Grande do Sul e no Piauí.

Fonte: Valor Econômico


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter