terça-feira, 8 de setembro de 2015

Água do mar será usada no abastecimento
Emerson F. Tormann10:45

Ceará e Rio Grande do Norte vão instalar usinas de dessalinização




As previsões climáticas que indicam secas cada vez mais frequentes e acentuadas já levam o Nordeste a estudar o uso da água do mar como alternativa para abastecimento. Pelo menos dois estados gravemente afetados, Ceará e Rio Grande do Norte, vão adotar a dessalinização da água marinha.

A principal dificuldade do sistema, usado em países como Israel e Espanha, é o alto preço, devido à energia gasta pelas usinas de dessalinização. A cada cem litros de água do mar tratada, apenas 40 se tornam utilizáveis. Os 60% restantes formam um concentrado extremamente salobro, que deve ser novamente lançado ao mar.

- Estamos no menor nível de água da História do Rio Grande do Norte, e o mar é estratégico para que possamos planejar nossa segurança hídrica. O Brasil tem um litoral extenso, fantástico, que é usado apenas para passear - afirma José Mairton França, secretário de Recursos Hídricos do estado.

No início do mês passado, o governo do estado encaminhou à Assembleia Legislativa um projeto que prevê a instalação de três usinas de dessalinização de água do mar em 2016, com investimento de R$ 60 milhões. Elas devem funcionar no estuário do Rio Piranhas- Açu, em Macau, região salineira do estado.

"APÓLICE DE SEGURO"

França afirma que a ideia é integrar as usinas eólicas do estado, para baratear o custo das usinas de dessalinização. O concentrado salobro seria utilizado pela indústria salineira e por indústrias cloroquímicas.

- A dessalinização é uma apólice de seguro a ser usada em períodos críticos. A alternativa de curto prazo é o reúso - explica Rodrigo Flecha, superintendente de Regulação da ANA. - A crise mostra que os sistemas de abastecimento de água devem ter redundância, além de serem flexíveis e interligados.

Para Flecha, a principal medida é baixar o padrão de consumo da população e o desperdício na irrigação, adotando tecnologias mais modernas, como gotejamento e microaspersão.

Fonte: O Globo / RJ 


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter