sábado, 14 de fevereiro de 2015

A arte do blog
Emerson F. Tormann22:13

Fazer um blog vai deixá-lo rico? Provavelmente não. Mas há formas de fazer sucesso. Veja aqui nove dicas



Há mais de dez anos, em novembro de 2004, Dogamir Marquezi*, saudava em sua coluna jornalística, a era dos blogs. Eles formavam um fenômeno muito novo e até então sem rumo. As pessoas geralmente blogavam coisas rasas e muito pessoais, numa espécie de versão eletrônica do "meu querido diário".

Mas os blogs viraram presença obrigatória em nossa vida. Hoje são o meio mais democrático, poderoso e livre para alguém emitir opinião ou divulgar o que faz. Edito quatro blogs ao mesmo tempo - um pessoal e três profissionais.São meus porta-vozes.

Editar publicações e notícias com seriedade e cuidado procurando sempre manter o mais alto padrão de profissionalismo. Nesses mais de dez anos, soma-se alguma experiência no assunto e segue-se alguns princípios básicos listados abaixo:

1. O QUE QUERO? Existem mais de 150 milhões de blogs no mundo inteiro. O que faz o seu ser diferente? Você precisa definir o que quer exatamente com seu blog. Se não sabe, os leitores também ficarão sem saber.

2. DESIGN É FUNDAMENTAL. O aspecto visual de um blog precisa agradar antes mesmo que qualquer palavra seja escrita. Não sou artista gráfico, mas entendo de diagramação. Logo prefiro blogs mais limpos, simples e de leitura agradável. E, de modo geral, é melhor do que se arriscar a um vexame visual.

3. EDIÇÃO VISUAL TAMBÉM É FUNDAMENTAL. Posso fazer uma publicação só com imagem, mas jamais publico uma notícia somente com texto. Internet é um meio visual. Pensar um texto é tão importante quanto pensar a ilustração que o acompanha. Se não há foto ou ilustração de qualidade para o que escrevo, prefiro não postar.

4. RECURSOS EXISTEM PARA SEREM USADOS. Uso o Blogger e aproveito boa parte dos recursos oferecidos. Faço publicações agendadas para uma data futura, organizo assuntos do meu interesse para consultas posteriores, índice de marcadores, apresentação de eslaides, galeria de fotos, mapas e etc.. Assim o blog fica dinâmico, mesmo que você não faça nada.

5. ESPALHE SUA MENSAGEM. Se você quer fazer um blogo para poucos, faça. Mas, se quiser ter audiência, divulgue. Comece por RSS (feed de notícias) e redes sociais. Ou ofereça o recurso para o leitor se inscrever avisado por e-mail a cada nova atualização. Uma publicação no Facebook ou Twitter desaparece. Os blogs permanecem.

6. FALE PARA O MUNDO. Sites de blogs geralmente têm um instrumento de tradução. No Blogger, são 80 opções de línguas. Ou seja, seu blog pode atingir o mundo. A tradução automática vai ter erros? Sim. Mas os leitores da África do Sul, Chinha e Alemanha vão ter uma boa noção do que você está dizendo.

7. USE OS NÚMEROS. Uma vez por semana, faço uma análise da audiência. Descubro coisas curiosas, como o fato de que certos posts meio sem expressão são campeões de audiência. Ou o fato de que muitas vezes meu blog é mais lido fora do DF, mesmo escrevendo sobre assuntos locais.

8. BLOG É SINÔNIMO DE NOTÍCIA. Atualmente, diversos sites comercias possuem um espaço dedicado às novidades. Correr atrás de uma pauta que seja relevante pode ser dispendioso mas recompensador. O fato é que na maioria das empresas e até mesmo o governo adotaram o termo blog para designar o conteúdo relacionado às notícias. Basta ver que o link onde estão as novidades chama-se blog.

9. PENSE PRO. Seu blog vai deixá-lo rico? Provavelmente, não. Mas você pode deixar a porta aberta para essa possibilidade. Faça um blog de qualidade que encontre o público certo. Blogueiras e blogueiros de assuntos especializados, como política e engenharia, por exemplo, estão sendo tratados cada vez melhor pelas empresas dessas áreas. Sigo esse caminho da especialização com o blog da Assosíndicos DF por exemplo.


*Dicas originalmente dadas por Dagomir Marquezi e adaptadas por mim.


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter