sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Hora de planejar e prevenir acidentes
Emerson F. Tormann21:52

Obras de recuperação do Bloco C da SQN 210

Estamos recém iniciando o ano e já tivemos alguns alertas indicando que não devemos adiar as manutenções prediais. O assunto é sério e o risco aumenta na medida em que o tempo vai passando. A negligência e a sensação de que as construções vão durar para sempre só pioram o quadro.

É pensando nisso que insistentemente técnicos, engenheiros, arquitetos, órgãos e entidades ligadas à fiscalização de obras recomendam vistoriar as edificações periodicamente. São pequenas atitudes colocadas em prática através de um planejamento anual de inspeção predial que vão identificar possíveis falhas. Após o diagnóstico é possível determinar o grau de risco e a urgência com a qual deve-se reabilitar os sistemas danificados ou com alguma inconformidade.

Muitos síndicos e administradores condominiais reclamam da fiscalização executada pela Administração Regional, órgãos públicos e conselho de engenharia. Consideram um abuso quando há notificação de irregularidades e aplicação de multas em casos de reincidência ou não cumprimento das ocorrências. De fato, nada disso seria necessário se as manutenções periódicas estivessem em dia e os relatórios de vistoria atualizados conforme a legislação e as normas vigentes.

É muito comum as pessoas cuidarem de seus automóveis, fazendo revisões anuais e levando o veículo no mecânico de sua confiança. Consideram isso, inclusive um investimento e a garantia de rodar em segurança. Mas o mesmo não ocorre com seu imóvel, em especial quando este imóvel está situado em um condomínio.

Nos últimos anos, temos acompanhado notícias de acidentes diversos no Plano Piloto. São incêndios, alagamentos, explosões de gás, choques elétricos, desabamentos. E tudo isso só aconteceu porquê alguma coisa não ia bem: ou os hidrantes dos condomínios estavam inoperantes, sistema hidrossanitário entupido, as tubulações de gás tinham vazamento, o aterramento do sistema elétrico ineficiente ou a edificação com muitas trincas e infiltrações.

Todos estes acontecimentos poderiam ser evitados se os síndicos estivessem dispostos a promover a inspeção periódica e a manutenção predial em seus condomínios. O Distrito Federal não tem uma lei que obriga vistorias constantes em prédios. Mas nem por isso vamos correr o risco de deixar tudo deteriorando e esperar que desabe para providenciar o reparo.

Depois do acidente e do piso que cedeu e esmagou 27 carros na garagem do Bloco C da SQN 210 ficou o alerta sobre a importância das vistorias nas edificações. Também, depois de uma análise, verificou-se que há riscos de desabamentos em outros prédios do Plano Piloto o que redobra a necessidade de contratar um especialista para avaliar os fatores que podem causar danos ao patrimônio e aos moradores.

Ao cuidar do seu condomínio o síndico evita acidentes e enormes prejuízos. Mesmo que o seguro cubra todos os danos materiais, ainda haverá desperdício financeiro e um enorme desgaste pessoal. Após o desabamento da 210 norte, moradores do Bloco C ficaram sem gás e sem banheiro e tiveram que reforçar a segurança para garantir que nenhum outro incidente aconteça. Além disso, as obras de recuperação do estacionamento tem incomodado a vizinhança à noite pois o barulho dos reparos ocorreram até por volta da meia-noite.

Pensando em minimizar todo esse transtorno, a ASSOSINDICOS DF está organizando um mutirão de vistorias, começando pela Quadra 210 Norte. A síndica profissional Doani Batistussi foi a primeira a procurar a Associação de Síndicos, a qual ela faz parte como associada, e propôs uma ação conjunta entre todos os blocos da quadra.

A Assosindicos buscou o apoio de profissionais e do CREA-DF para orientar todos os síndicos interessados em revisar seus condomínios. A síndica Doani conta com a assessoria do Dr. Mário Galvão em um dos condomínios administrados por ela e sugeriu que o engenheiro acompanhasse os trabalhos do mutirão. As atividades terão início nesta semana e vão identificar os principais problemas dos prédios da quadra.

A Presidente do CREA-DF Fátima Có ressalta que o trabalho realizado pelos fiscais do CREA-DF é para proteger e não para punir os condomínios.

Os síndicos interessados em participar do mutirão devem entrar em contato com a Associação pelo endereço eletrônico mail@assosindicosdf.com.br ou através da página de contato.


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter