terça-feira, 3 de maio de 2016

Alemanha investirá 1 bilhão de euros em carros elétricos
Emerson F. Tormann20:55

Meta do governo é chegar a 1 milhão de carros verdes em quatro anos


Saltar dos atuais 50 000 carros elétricos nas estradas para 1 milhão em quatro anos. Esse é o objetivo ambicioso do governo da Alemanha, que anunciou nesta semana planos de investir 1 bilhão de euros para promover os carros verdes.

Segundo o plano, quem comprar um veículo elétrico será elegível a receber um desconto de 4 000 euros (15.810 reais), se for um modelo 100% elétrico, ou de 3 000 euros (11.850 reais) para um plug-in híbrido. No total, 600 milhões de euros serão destinados para este fim.

Com início em Maio, o programa não se aplicará a veículos que custem mais de 60 mil euros, e os interessados em comprar um carro verde precisam correr porque, a partir de 2018, o incentivo será revisado para baixo.

O projeto também prevê um orçamento de 300 milhões de euros até 2020 para acelerar a construção de infraestrutura para a mobilidade eletrificada, como estações de carregamento nas cidades e rodovias.

Além disso, outros 100 milhões de euros vão para a compra de carros elétricos para frotas do próprio governo federal. Atualmente, apenas 10% deles são movidos a eletricidade, mas o objetivo é chegar a 25%.

Qualquer montadora estrangeira pode participar do programa e se beneficiar da subvenção, que será dividida meio a meio entre o governo e as empresas signatárias do acordo. Até o momento, os únicos fabricantes que se inscreveram foram a Volkswagen, Daimler e BMW.

Dada a tendência dos compradores alemães de adquirir marcas nacionais, a indústria de automóveis do pais certamente será a que mais se beneficiará do programa.

Tábua de salvação

Países como a Noruega e a Holanda já usam sistemas de incentivos para encorajar o a expansão dos carros elétricos e é justamente nesses lugares que a mobilidade elétrica mais cresce.

Com a investida, o governo alemão espera impulsionar o segmento de modelos verdes a ponto de torná-los um "mercado de massa", conforme declarou o vice-chanceler e ministro da economia Sigmar Gabriel.

A iniciativa também ajudaria a frear os efeitos comerciais e ambientais do escândalo de manipulação dos testes de emissão nos modelos a diesel da Volkswagen.

De certa forma, o carro elétrico parece ser uma tábua de salvação tanto para a indústria automotiva quanto para o governo daquele país.

Fonte: CIMM


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter