sexta-feira, 22 de abril de 2016

Marco Antonio Martins Almeida é nomeado Ministro de Minas e Energia
Emerson F. Tormann14:42



Foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (22/4) a exoneração, a pedido, do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, e a nomeação, como novo ministro, do engenheiro Marco Antonio Martins. O novo titular da pasta era, até então, secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis, do MME, cargo do qual foi exonerado.

Marco Antonio Martins Almeida nasceu em 14/01/1961, em Juiz de Fora (MG). Graduou-se em Engenharia Civil pela Universidade de Brasília (UnB), em 1983 e especializou-se em Engenharia do Petróleo no Centro de Ensino da Petrobras entre 1985 e 1986. Trabalhou na empresa João Fortes Engenharia e no Banco do Brasil. Em 1985 foi admitido na Petrobras, empresa com a qual mantém vínculo até os dias de hoje. Na Petrobras atuou basicamente na Bacia de Sergipe e Alagoas, nas áreas de produção terrestre e marítima de petróleo, além de ter sido responsável pelo planejamento regional do aproveitamento do gás natural.

Desde 1992 está cedido ao Governo Federal, onde trabalhou no Departamento Nacional de Combustíveis (DNC), na Agência Nacional de Petroleo (ANP) e no Ministério de Minas e Energia, desde 1999. No Ministério desempenhou diversas funções, como Secretário responsável pela área de Óleo, Gás e Renováveis em duas oportunidades, entre 2002 e 2003 e entre 2009 até 22 de abril de 2016.

Atuou ainda como coordenador do PAC de óleo e gás desde sua criação .

Assessoria de Comunicação Social
Ministério de Minas e Energia
(61) 2032-5620/5588
ascom@mme.gov.br
www.mme.gov.br
www.twitter.com/Minas_Energia
www.facebook.com/minaseenergia



Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter