terça-feira, 5 de abril de 2016

Homens de Preto vs. Brasil Solar
Emerson F. Tormann10:37

Greenpeace Brasil lança animação sobre as burocracias enfrentadas pela energia solar, e como podemos vencê-las



Era uma vez um país que, para gerar eletricidade, dependia de hidrelétricas e termelétricas. Uma destruía florestas e a outra, liberava grandes quantidades de gases poluentes e de efeito estufa. De tanto depender apenas dessas fontes, um dia, esse país apagou. Não tinha mais água nos reservatórios. Os combustíveis fósseis já estavam muito caros. E agora, cadê a luz?

Bem acima de cada nariz existia uma solução, que era ignorada: o sol, bem ali, brilhando e emitindo raios que poderiam ser convertidos em energia, bastasse que as pessoas tivessem em seus telhados placas fotovoltaicas.

Parecia um caminho fácil. Só que ninguém contava com os homens de preto: eles traziam as burocracias, a falta de vontade do governo e a oposição das distribuidoras de energia. Essas empresas faziam de tudo para não deixar os consumidores gerarem sua própria energia, com medo de perder seus altos lucros.

Essa história parece distante? Há algo muito parecido acontecendo no Brasil. Apesar de ser um dos países com alta incidência de luz do sol e maior potencial para transformá-lo em energia, apenas 0,02% da nossa matriz elétrica é solar. Enquanto isso, nossa conta de luz não para de subir porque a eletricidade que chega em nossas casas tem custado cada vez mais – pro nosso bolso e pra saúde do meio ambiente.

Para aumentar a adesão à fonte solar existem alguns caminhos: menos impostos sobre as placas solares; menores tarifas das contas de luz; liberdade para que o trabalhador possa usar o FGTS para comprar um sistema fotovoltaico; ou se os bancos tivessem linhas de financiamento especiais para quem vai se tornar um microgerador.

No final no ano passado, foi aprovada a Resolução Normativa 687, que favorece a micro e minigeração solar. Só que agora, as distribuidoras de energia estão tentando reduzir os incentivos trazidos pela resolução. Ou seja, estão pondo mais uma pedra no caminho da população rumo à sua autonomia de eletricidade.

Esse vídeo abaixo conta essa história. E mostra como podemos combater os homens de preto e, assim, termos um final feliz. Assista e se junte ao Greenpeace Brasil nessa luta!

Ah! A história não termina aqui! Tem um segundo capítulo chegando em breve.



Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter