terça-feira, 10 de novembro de 2015

A concessionária Elektro não quer só vender energia - quer causar um impacto positivo na comunidade
Emerson F. Tormann17:09

concessionária Elektro São Luiz do Paraitinga


A charmosa cidade histórica paulista de São Luiz do Paraitinga é sede de um projeto piloto que a concessionária Elektro considera o início de uma pequena revolução no setor elétrico brasileiro: sua transformação em "cidade inteligente", com a incorporação de recursos de tecnologia da informação à gestão da rede elétrica para obter maior eficiência operacional e ampliar o uso de energia limpa. Desde o início do projeto, em 2013, estão sendo instalados 6000 medidores inteligentes para cobrir 100% da cidade. Esses aparelhos permitem à Elektro acompanhar o consumo de cada cliente em tempo real, além de efetuar cortes e religações a distância. Os clientes, por sua vez, podem monitorar seu consumo diário no site da empresa e evitar gastos excessivos. Na iluminação pública, a Elektro providenciou a instalação de 120 luminárias com tecnologia LED, que consome metade da energia em relação às lâmpadas convencionais, Vista de São Luiz do Paraitinga: a cidade foi escolhida para um projeto piloto de uso avançado de tecnologia de gestão da rede elétrica com as vantagens adicionais de maior vida útil e possibilidade de monitoramento remoto. Outra medida é a instalação de placas fotovoltaicas (para captação de energia solar) e de aerogeradores (para geração de energia eólica) em casas e prédios públicos. A empresa também pôs em operação um ônibus elétrico, dotado de uma tecnologia que permite recarregá-lo em cada ponto de parada em apenas 20 segundos.

Com base em avaliações técnicas e financeiras do projeto em São Luiz do Paraitinga, a Elektro pretende traçar a estratégia para disseminar a experiência em outras cidades. Enquanto isso, a empresa investe em outras ações de relacionamento com a comunidade. Uma das iniciativas é o programa Elektro nas Escolas, que capacita professores da rede pública para transmitir informações sobre o uso eficiente de energia elétrica. Em 2014, participaram 1525 professores e 137000 alunos de 305 escolas na área de concessão da distribuidora. Outro projeto, o Energia Comunitária, trocou, no ano passado, lâmpadas de casas de 40000 famílias de baixa renda e beneficiou outras 2000 famílias com a substituição de geladeiras e a reforma das instalações elétricas. Já o Energia em Movimento está proporcionando a 350 crianças e adolescentes, entre 10 e 17 anos, formação em dança, música, artes circenses e teatro - os jovens recebem transporte e cesta básica. Para estreitar ainda mais sua ligação com as comunidades em que atua, a Elektro investe na qualificação da mão de obra. Com 972 horas de aulas teóricas e práticas, o curso para eletricistas já formou 550 alunos desde 2008, dos quais 92% foram contratados pela companhia.

Fonte: Exame


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter