terça-feira, 4 de agosto de 2015

Energia elétrica: acompanhe no medidor a evolução do seu consumo e controle os seus gastos
Emerson F. Tormann09:55

Energia elétrica: acompanhe no medidor a evolução do seu consumo e controle os seus gastos


Campo Grande (MS) – O medidor de energia, popularmente chamado de “relógio” é o equipamento que registra todo o seu consumo de energia elétrica. É ali que o “leiturista” – o funcionário da concessionária – faz a verificação que gera a fatura para você pagar.

O próprio consumidor também pode fazer esse o acompanhamento e controlar quanto está gastando.

A cada leitura, o consumo de energia em kWh será a diferença entre a leitura do mês atual e a do mês anterior, multiplicando pela “constante de multiplicação”. Essa constante de multiplicação do medidor é um número que pode ser consultada na fatura de energia. Veja a explicação mais abaixo.

Você sabe como fazer a leitura do medidor?

Existem vários modelos de medidores: analógicos, eletrônicos, ciclométricos, entre outros.

​​Medidor digital

O medidor digital ou ciclométrico apresenta os algarismos em formato digital. Neste tipo de medidor os números que aparecem no visor já indicam o valor da leitura. Você precisa apenar ler os números que aparecem na tela, e subtrair a última medição para obter a medição atual.

Alguns modelos digitais eletrônicos são ainda mais modernos que o ciclométrico. Veja abaixo os dois modelos:

Existem vários modelos de medidores: analógicos, eletrônicos, ciclométricos

Medidor analógico (medidor de ponteiros)

O modelo mais antigo, conhecido como medidor de ponteiros, é composto por quatro “reloginhos” que juntos representam os números do consumo. A leitura é feita da direita para a esquerda. O primeiro reloginho indica a unidade, o segundo a dezena, o terceiro a centena e o quarto, o milhar.

Comece a leitura pelo relógio à sua direita. Note que os ponteiros giram no sentido horário e anti-horário, sempre em sentido crescente (observe as setas na parte superior de cada “relógio”).

O modelo mais antigo, conhecido como medidor de ponteiros, é composto por quatro “reloginhos” que juntos representam os números do consumo.

Anote o último número ultrapassado pelo ponteiro em cada um dos quatro relógios. Quando o ponteiro estiver entre os dois números, considere sempre o de menor valor.

Calcule seu “consumo parcial” subtraindo o valor encontrado do valor existente no campo “leitura atual” da fatura de energia anterior. Multiplique esse valor de “consumo parcial” pelo valor contido no campo “constante” da sua fatura para chegar a quantidade de kWh gastos no período. Por exemplo: se a leitura do medidor é de 8.493 kWh e o anterior (na fatura) foi de 8.000 kWh, seu consumo parcial seria 8.493 kWh – 8.000 kWh, ou seja, 493 kWh. Se o valor do campo “constante” for 2, o seu consumo seria de 493 kWh x 2, ou seja, 986 kWh.

Para que você possa ter um controle mais efetivo da quantidade de energia usada, este procedimento deve ser realizado mensalmente.

​Cuidados

O consumidor deve tomar todos os cuidados necessários ao efetuar a leitura do medidor, mantendo distância do equipamento e de seus acessórios. Em nenhuma hipótese o cliente deve tocar os fios, condutores e partes metálicas do medidor.

Quando for realizar a leitura do medidor, não permita a presença de crianças.



Fonte: Assessoria de Comunicação da Agepan


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter