quinta-feira, 9 de julho de 2015

Setor Elétrico: Curtas
Emerson F. Tormann11:28



Acciona e Voltalia

A Acciona Windpower, filial da espanhola Acciona, assinou contrato com a francesa Voltalia para fornecer 33 turbinas eólicas, com total de 99 megawatts (MW) de capacidade, para o parque Vila Pará, no Rio Grande do norte, informou a companhia. O valor do negócio, no entanto, não foi reveledo. Os equipamentos serão montados na fábrica da Acciona Windpower em Simões Filho, na Bahia. Valor


Sol do amanhã

Um estudo da WWF-Brasil indica que o crescimento da energia solar na matriz brasileira depende principalmente de políticas de incentivo. O objetivo é baixar custos, e a ONG afirma que a redução de impostos sobre os produtores pode alavancar esse mercado. O documento aponta um enorme potencial no Brasil, chegando a 165 GW se todas as residências tiverem sistemas instalados em seus telhados. É mais do que toda a capacidade de geração nacional hoje. Jornal do Commercio (RJ)


CPFL Brasil quer elevar venda em 30%

A CPFL Brasil, braço de comercialização de energia elétrica do Grupo CPFL, aposta em novos negócios, como projetos de eficiência energética e contratos com pequenos e médios consumidores no varejo para crescer no segmento.

A empresa, que vendeu 1,2 mil megawatts médios em energia em 2014, espera aumentar esse volume em cerca de 30% nos próximos cinco anos, principalmente com a incorporação de novos consumidores livres e especiais à carteira de clientes, afirmou o presidente da CPFL Brasil, Daniel Marrocos. Um dos trunfos para alcançar a meta é a entrada na comercialização varejista de energia, uma modalidade na qual o vendedor assume todas responsabilidades pelas operações de seus clientes no mercado de eletricidade.

A CPFL foi a primeira a registrar pedido junto à CCEE para atuar nesse mercado, o que a empresa espera que seja um diferencial competitivo em um momento em que os reajustes tarifários praticados pelas distribuidoras voltam a tornar atrativa a migração para o ambiente de livre negociação.

Outra aposta da comercializadora da CPFL é a atuação no mercado de eficiência energética, que também ganhou fôlego com os reajustes das distribuidoras. As soluções oferecidas nesse campo vão desde as mais tradicionais, como troca de iluminação ou equipamentos por alternativas mais eficientes, até instalações para produção de energia própria, como painéis solares. Reuters
Categoria :


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter