quarta-feira, 1 de julho de 2015

Setor Elétrico: Curtas
Emerson F. Tormann06:03


Preço da energia
O preço da energia no mercado de curto prazo deve ficar abaixo do teto regulatório de R$ 388 por me-gawatt-hora (MWh) até o fim do ano, informa a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O gerente de preço do órgão, Rodrigo Sacchi, disse que a melhora das chuvas possibilitou a queda do Preço de liquidação das Diferenças (PLD) no começo de junho e as projeções para 14 meses indicam que a tendência deve se manter. Para esta semana, o preço ficou em média a R$ 378,01/MWh. Valor

Eletrobras investiga
A Eletrobras fechou a contratação da empresa Hogan Lovells Consultores por R$ 6,422 milhões pelo prazo de dez meses para "prestação de serviços especializados em investigação corporativa para avaliar a existência de práticas de corrupção e/ou fraudes contábeis que afrontem primordialmente os dispositivos da Lei Norte Americana" e da Lei Anticorrupção brasileira. A empresa também vai avaliar a conduta dos profissionais da estatal com relação ao código de ética da companhia. A assinatura do contração com dispensa de licitação está no "Diário Oficial da União" (DOU) de 29/06. Valor

STJ derruba liminar favorável a usina
O Superior Tribunal de Justiça derrubou liminar favorável à Santo Antônio Energia que poderia onerar a conta de luz dos consumidores em R$ 400 milhões já em julho. A vice-presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, aceitou o pedido das distribuidoras e suspendeu os efeitos de uma decisão que favorecia a usina.

Na ação, as concessionárias pediram ao STJ que derrubasse liminar obtida pela Santo Antônio Energia na 1ª Vara de Justiça Federal de Rondônia. O juiz Dimis da Costa Braga havia reconhecido um atraso de 56 dias nas obras da hidrelétrica por causa de greves e determinou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) concedesse o chamado "excludente de responsabilidade" para esse período. Com isso, as distribuidoras poderiam ter uma despesa de R$ 1 bilhão até o fim do ano. O Estado de S. Paulo

Santa energia renovável (Sustentabilidade)
O governo de Santa Catarina pretende tornar o Estado um exemplo em matéria de energia limpa renovável. Para isso, na quarta-feira 24, lançou um programa destinado a fomentar investimentos em energias eólica e solar, além do aproveitamento da biomassa e da instalação de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). A expectativa é que o programa SC+Energia ajude a tirar do papel planos que totalizaram recursos da ordem de R$ 5 bilhões. "O SC+Energia vai gerar empregos, desenvolver ainda mais nossa economia e enfrentar a crise de energia no País", afirma o secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável Econômico catarimense, Carlos Chiodini. Isto É Dinheiro
Categoria : ,


Torre de TV - Brasília / DF
Sobre o blogueiro Emerson F. Tormann Possuo conhecimentos avançados em engenharia de redes de computadores e infra estrutura de servidores (o famoso CPD). Cabeamento estruturado: lógica, elétrica estabilizada (nobreak/gerador) e telefonia (centrais telefônicas). CFTV e sistemas de monitoramento e inspeção remotos. Facebook e Twitter